Sobre acessibilidade

Serviços

24/05/2018 - 17:15

A umidade e aglomeração de pessoas em locais fechados criam ambientes que facilitam a propagação de doenças como gripes e resfriados, muitas vezes, transmitidas através do ar e contato direto com a pessoa infectada. O clínico geral Jorge José Faro, médico do Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep), alerta para os sintomas e prevenção da doença.

“Tanto a gripe quanto o resfriado são contagiosos, por isso ao usar transporte coletivo e visitar locais com pessoas infectadas o cuidado deve ser redobrado, sempre higienizando as mãos com álcool, água e sabão ”, alertou.

De acordo com o médico, a gripe é uma infecção causada pelo vírus influenza no sistema respiratório e tem como principais sintomas; dores na cabeça, febre, dores na garganta, tosse, espirro e dores nas articulações. Já no caso do resfriado, doença causada por diversos tipos de vírus, a pessoa apresenta indisposição, coriza, dor ou coceira na garganta, lacrimejamento, febre baixa, tosse e espirro.

Jorge Faro informa que enquanto o resfriado não costuma passar de 5 dias, a gripe pode incomodar por um período de 7 a 10 dias, podendo ser mais grave em algumas situações. “Em crianças, idosos e pessoas com baixa imunidade o vírus pode provocar maiores danos aos tecidos infectados, fazendo com que os sinais e sintomas ocorram com maior gravidade”, explicou.

Tratamento e Prevenção

Segundo o profissional, manter uma alimentação rica em vitamina C aumenta a imunidade e ajuda o organismo a combater o vírus. Outras formas de prevenção incluem manter os utensílios pessoais sempre bem higienizados, evitar lugares aglomerados, manter-se hidratado e os ambientes ventilados evitando proliferação de vírus e bactérias. O profissional também informa que é importante evitar tocar olhos, nariz ou bocas com as mãos sujas e em casos de sintomas da gripe ou resfriado, é sempre bom usar máscaras, evitando que outras pessoas se contaminem com o vírus.

O grupo de risco da doença deve sempre participar das campanhas de vacinação realizadas pela rede pública de saúde. As vacinas são disponibilizadas para gestantes, Idosos a partir dos 60 anos, crianças de seis meses a 5 anos, portadores de doenças crônicas, funcionários da área da saúde, professores de escolas públicas e privadas.