Sobre acessibilidade

Serviços

26/12/2017 - 13:00

O compromisso com a valorização do servidor público foi garantido em 2017 mediante a melhoria dos serviços em saúde disponibilizados pelo plano administrado pelo Instituto de Assistência dos Servidores do Pará (Iasep). Ajustando as contas com a rede credenciada, a instituição ampliou o número de atendimentos em saúde e planeja melhorias na rede para 2018. Em 2017, as mais de 54 mil consultas por mês resultaram em pelo menos 301 mil exames e procedimentos em saúde.

“Com os investimentos do Governo do Estado e a contribuição do servidor, mais de 92 mil famílias seguradas pelo Iasep estão recebendo atendimento hospitalar e ambulatorial nas melhores empresas de saúde, em 39 municípios do Pará”, afirma a presidente do Instituto, Iris Gama. Dessas 92 mil famílias, 70 mil pagam menos de 500 reais por mês pelo plano, “um valor que só é possível com o aporte do Governo e por ser um plano que não cobra por faixa etária”, explica ela.

A presidente esclarece que, para garantir a sustentabilidade do plano, o Governo do Estado teve que adotar algumas medidas necessárias, em 2016, reajustando as alíquotas de contribuição do Iasep. Para o Estado, a readequação financeira implicou em um investimento de 322 milhões de reais no plano dos servidores, em 2017. Para o servidor público, o reajuste foi de 6% para 9% sobre os vencimentos. “Essa medida permitiu a regularização de pagamentos à rede credenciada e o aumento no número de segurados sendo beneficiados com consultas, exames e cirurgias”, diz ela.

No ano anterior, o Iasep realizou cerca de 50 mil consultas por mês. Em 2017, com os ajustes administrativos, o número de consultas subiu para mais de 54 mil por mês. De acordo com o relatório anual do Instituto, as consultas geraram em média 301 mil exames e tratamentos sequenciais por mês. 

Além do atendimento ambulatorial, o Plano Iasep possibilitou mensalmente cerca de 2.200 internações, 18 mil atendimentos de urgência/emergência e 800 cirurgias, com todo o aporte de material cirúrgico.  “Sem fila de espera para iniciar tratamento, os segurados do Plano Iasep têm hoje a garantia de tratamento oncológico completo, nos maiores hospitais privados do estado. O mesmo ocorre com outros procedimentos de alta complexidade, como o tratamento para a realização de hemodiálise e cirurgias neurológicas”, esclarece a gestora do Instituto.

Campanhas de prevenção

Além dos atendimentos da assistência curativa, em 2017 o Iasep investiu em ações de prevenção e promoção em saúde. As campanhas Setembro Amarelo, Outubro Rosa e Novembro Azul reuniram profissionais de diversas áreas para abordar de forma preventiva questões de saúde do homem e da mulher. Mais de 1.000 pessoas participaram diretamente desses eventos e receberam os informativos específicos produzidos pelo órgão, auxiliando na prevenção ao suicídio, combate ao câncer de mama, útero e próstata.

Na parte administrativa, o Instituto unificou em Belém todo o atendimento na Central de Segurados, por onde passam diariamente cerca de 1.500 pessoas. A medida facilitou o acesso aos serviços de cadastro, autorização de exames e cirurgias, ingresso no programa de Assistência Domiciliar e em Procdedimentos Adicionais. “Com a unificação dos serviços, o segurado pode resolver mais rapidamente aos serviços oferecidos pelo Iasep”, diz íris Gama.

De acordo com a gestora, três grandes metas estão previstas para 2018: a melhoria da rede credenciada, especialmente nas regiões mais distantes da capital; a unificação de todas as unidades da capital na Central de Segurados e a implantação da informatização do atendimento. “Todas essas medidas já estão em andamento. O saneamento total dos débitos, que ocorre com o fim do parcelamento, em 2018,  permite ao Iasep que viabilize formas de melhorar a rede de atendimento aos segurados do Plano”, garante a presidente.