Sobre acessibilidade

Serviços

24/01/2020 - 21:15

 

O Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep) conta, desde ontem (23), com novas regras para o Programa de Assistência Domiciliar (AssistLar). Publicada no Diário Oficial do Estado, a Instrução Normativa nº 001/2020 define melhor os parâmetros do programa e garante, com mais detalhes, os direitos dos segurados à assistência em domicílio.

Entre os pontos abordados na normativa, estão os critérios para inclusão, inelegibilidade e alta do programa, o tempo de permanência, os serviços disponibilizados e seus modos de funcionamento, além das responsabilidades de cada parte - segurado atendido, sua família, equipe de apoio da empresa credenciada e equipe multiprofissional de regulação do Iasep.

De acordo com a gerente do AssistLar, Rebeca Mota, a publicação da Instrução Normativa teve como objetivo organizar e formalizar as regras do programa, antes não tão bem delimitadas. “Agora está tudo muito bem ‘amarrado’ no documento. Isso significa um respaldo maior para o próprio segurado, que tem seu direito garantido e sabe o que pode esperar e exigir”, pontua.

Desburocratização - A normativa também trouxe novidades. A principal delas foi a maior agilidade para o início dos atendimentos, por conta da desburocratização no processo de inclusão do segurado no programa. Como os trâmites, da solicitação de inclusão até começar receber a assistência em domicílio, foram reduzidos pela metade, o tempo de espera também foi reduzido em 50% e, agora, será de no máximo 10 dias.

Além disso, outras alterações foram a inclusão do Serviço Social entre as especialidades oferecidas, a definição do horário comercial para a realização dos atendimentos e a ampliação de critérios para o recebimento de kits de materiais.

Para Geciara Santos, coordenadora de Gestão em Saúde, regras bem definidas vão ajudar também na execução das atividades. “É um grande norte para o trabalho. Teremos um melhor fluxo dos processos, a otimização dos recursos utilizados e isso sem dúvida refletirá na assistência prestada”, finaliza.

Para conhecer a atualização das normas, acesse aqui.

 

Texto e foto: Ádria Azevedo (Núcleo de Comunicação/Iasep)