Sobre acessibilidade

Serviços

27/10/2021 - 21:45

 

O Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep) participou, nesta quarta-feira (27), de uma sessão especial na Assembleia Legislativa do Pará que debateu a cobertura dos planos de saúde para atendimentos de pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). O evento foi uma proposição do deputado estadual Miro Sanova (PDT).

A motivação para a sessão foi a Resolução Normativa nº 469, da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que estabelece a cobertura obrigatória, para os planos, de sessões com psicólogos, terapeutas ocupacionais e fonoaudiólogos no tratamento de pessoas com TEA. O deputado proponente convidou os planos de saúde locais para apresentar sua oferta na área.

Participaram do encontro deputados estaduais, representantes da ANS – de forma remota – , de Conselhos de Classes, da Defensoria Pública, profissionais que atuam na área e familiares de pessoas com TEA.

Representando o presidente do Iasep, Bernardo Almeida, a gerente de Assistência Preventiva Daniele Brito esclareceu o atual panorama de atendimento para o transtorno no plano dos servidores estaduais. “Desde 2019, contamos com essa atenção especializada na nossa rede credenciada. Atualmente, temos cerca de 400 segurados cadastrados recebendo atendimento, em três empresas credenciadas diferentes, sendo duas em Belém e uma em Ananindeua. Também faremos chamadas públicas para ampliar esses serviços para o interior”, explicou.

A servidora também convidou os deputados a visitarem os credenciados para conhecer de perto os atendimentos prestados, o que foi recebido com entusiasmo por Miro Sanova. “As sessões especiais sempre lançam uma semente. Proponho que nossa Frente Parlamento pelo Direito das Pessoas com TEA organize visita aos credenciados dos planos de saúde, que essa seja uma das primeiras ações após esse evento, nas próximas semanas”, disse. “Quando o Parlamento abraça uma causa, se cria um holofote sobre ela”, finalizou o deputado.

 

Texto e foto: Ádria Azevedo (Núcleo de Comunicação/Iasep)