Sobre acessibilidade

Serviços

16/10/2019 - 12:15

 

Uma gestão aberta e transparente. Essa é uma das metas do presidente do Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep), Bernardo Almeida. Por isso, o gestor reuniu, na tarde da última terça-feira (15), com três seguradas do plano, que haviam previamente apresentado algumas demandas.

Durante a reunião, as servidoras puderam relatar algumas dificuldades nos atendimentos oferecidos pelo Iasep e apresentar sugestões para melhorias. Foram citadas questões como agendamento de consultas e exames, cobranças à parte para a realização de procedimentos e pagamentos da rede credenciada.

O presidente explicou que, apesar de ter recebido o Iasep com um grande desequilíbrio nas finanças e atrasos de pagamento das clínicas, hoje em dia o órgão encontra-se com repasses regulares. “Por isso, não há por que deixarem de atender ou cobrarem valores extras. Isso é totalmente irregular e deve ser denunciado. Contamos também com a colaboração dos segurados para tomar conhecimento desses fatos”, enfatizou Almeida.

Associação - Gilciane Gomes, servidora da Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), expôs uma lista de propostas para melhorar a assistência, como um call center mais estruturado e grupos especiais para apoio a pessoas com doenças crônicas. Um dos pontos de destaque foi a sugestão de criação de uma associação de segurados do Iasep, para agregar as demandas comuns e manter contato permanente com a gestão da autarquia, o que foi prontamente acolhido por Almeida. “Nossa gestão está totalmente aberta ao diálogo com os segurados e uma associação ou comissão representativa é uma ótima maneira de manter esse canal aberto para conhecer as necessidades de vocês”, pontuou.

Para Gilciane, a atitude de chamar seguradas para conversar foi louvável. “Com essa reunião, a expectativa é que haja mudanças, pois o presidente demonstrou interesse em resolver as questões. Mas também depende de nós denunciarmos as irregularidades quando nos sentirmos prejudicados com algum atendimento na rede credenciada”, afirmou.

Berenice Oliveira, servidora da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), se disse surpresa com a reunião. “Mas é uma surpresa boa ter sido chamada para conversar. Como segurada, nunca imaginei falar com o presidente do Iasep. Entrei aqui com um pensamento não muito bom em relação ao plano e estou saindo com uma expectativa muito boa, pois ele parece ser uma pessoa que está comprometida e me passou muita segurança”, comemorou.

 

Texto e foto: Ádria Azevedo (Núcleo de Comunicação/Iasep)