Sobre acessibilidade

Serviços

18/03/2020 - 12:15

 

A partir desta quarta-feira (18), o Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep) adotará, temporariamente, normas diferenciadas para a regulação de vários procedimentos e não exigirá autorizações prévias para que eles sejam realizados nas redes credenciadas. A medida, com duração prevista para 15 dias, pretende evitar o comparecimento de segurados ao órgão e assim atuar na prevenção ao coronavírus.

O diretor de Assistência do órgão, André Oliveira, explica que a expectativa é que haja uma redução de cerca de 70% no fluxo atendimentos de regulação. “Seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde, do Ministério da Saúde e do decreto do Governo Estadual para o enfrentamento ao coronavírus, estamos fazendo a nossa parte, permitindo que exames e terapias sequenciais sejam realizados na rede credenciada sem autorização prévia, desde que haja cotas disponíveis”, ressaltou o gestor. “Porém, lembramos que todo procedimento deve preencher os dados clínicos que justifiquem sua solicitação, para evitar o uso desnecessário das cotas”, complementou.

Os procedimentos incluídos na norma temporária são:

- Terapias sequenciais (fisioterapia/RPG, psicoterapia, fonoterapia, terapia ocupacional)

- Exames cardiológicos

- Exames oftalmológicos (exceto OCT e retinografia fluorescente binocular)

- Exames otorrinolaringológicos (exceto por vídeo)                            

- Exames de diagnóstico por imagem: raio X, ultrassonografia (com ou sem doppler), tomografia computadorizada sem contraste, ressonância magnética sem contraste, endoscopia sem anestesia, mamografia, densitometria.

Cotas – Também adotada como medida para reduzir a circulação de pessoas no Iasep, a solicitação de ingresso no Programa de Procedimentos Adicionais, mais conhecida como aumento de cotas, deverá acontecer à distância, pelo e-mail iasepassistenciasocial@gmail.com. Para requerer a ampliação de cotas, será necessário anexar, em versão digitalizada, a mesma documentação que é exigida presencialmente: laudo médico, exame que comprove a doença ou condição e cartão do plano. A norma também é válida por 15 dias.

Máscaras – Como o Iasep continua em funcionamento e outros procedimentos ainda exigirão a presença de segurados, já foi adotado no órgão o uso de luvas e máscaras pelos servidores e colaboradores que atuam no atendimento ao público, bem como dispensação de álcool em gel. Além disso, são oferecidas máscaras a quaisquer pessoas que adentrem o órgão apresentado sintomas como tosse e falta de ar.

 

Texto: Ádria Azevedo

Foto: Thâmara Magalhães

Núcleo de Comunicação/Iasep