Sobre acessibilidade

Serviços

25/03/2020 - 18:45

 

Atendendo não apenas às recomendações da Organização Mundial da Saúde e do Ministério da Saúde, como ao Decreto Estadual nº 609/2020, o Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep) vem adotando várias medidas para proteger não apenas seus segurados como também seus trabalhadores frente à pandemia do coronavírus. As regras foram definidas pela Portaria nº 053, de 17 de março de 2020.

O grupo de risco mais suscetível ao vírus, ou seja, pessoas acima de 60 anos, gestantes, com diabetes, hipertensão, câncer, imunodeficiência, doenças respiratórias e cardiovasculares, ou ainda que apresentem sintomas da Covid-19, a doença causada pelo coronavírus, deixaram de comparecer ao órgão e passaram a realizar trabalhos remotos, de próprias suas residências. Outros trabalhadores adotaram escalas de trabalho, por revezamento, não precisando estar diariamente na autarquia, reduzindo assim o risco de contaminação.

“Mas a máquina pública não pode parar, nosso segurado precisa continuar sendo atendido. Por isso a opção pelo trabalho remoto em muitos casos, o que acaba sendo um desafio, tanto para servidores quanto para gestores, para que nem se trabalhe demais e nem seja atraído pelas muitas distrações que os lares oferecem”, pontua Karson Lobato, coordenador de Gestão de Pessoas.

Materiais – Além da alteração na presença dos trabalhadores no órgão, o Iasep adotou outras medidas preventivas, como o uso de máscaras e luvas pelos servidores e colaboradores, sobretudo os que trabalham diretamente no atendimento ao público; a instalação de dispensadores de álcool em gel espalhados por toda a autarquia; a abertura das janelas e portas para a circulação do ar; a instalação de vidros separadores nos guichês de atendimento.

Para Isabella Matos, que trabalha no guichê de autorização de exames, as medidas trazem mais segurança. “O uso das luvas, máscaras, os vidros instalados com certeza nos deixam mais seguros. Protegido 100% nenhum de nós está. Mas as medidas que foram tomadas com certeza estão contribuindo bastante”, opinou.

Exames – Para evitar que os segurados compareçam ao Iasep nesse período, o órgão liberou a exigência de autorizações prévias para vários exames (confira a lista completa AQUI), que temporariamente podem ser realizados diretamente na rede credenciada, que obtém a autorização via sistema.

Com a normativa, aliada à recomendação das autoridades para que as pessoas permaneçam em casa, o movimento, que em dias de grande circulação pode chegar a 1500 pessoas, já reduziu para menos de 10% disso. “Mas, mesmo com essas mudanças, somos um órgão relacionado à saúde, não podemos parar. Por isso, permanecemos funcionando e à disposição para atender nossos segurados”, ressalta Moisés Vaz, gerente de Regulação em Saúde.

 

Texto: Ádria Azevedo (Núcleo de Comunicação/Iasep)