Sobre acessibilidade

Serviços

31/07/2020 - 12:30

 

O mês de julho é dedicado, entre outros assuntos, à conscientização sobre o câncer de cabeça e pescoço, com a campanha Julho Verde. O que mais prejudica os pacientes deste tipo de câncer é o diagnóstico tardio, que corresponde a 60% dos casos. Felizmente, não foi o caso de Conceição Santos, segurada do Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep) há 30 anos.

Conceição foi diagnosticada com câncer na tireoide ainda na fase inicial, em 2018, e logo encaminhada para a cirurgia de retirada do órgão. “Depois disso, tive que fazer tratamento com iodo radioativo. Agora, estou só no acompanhamento com endócrino, para fazer a avaliação de hormônios. E além de manter a alimentação mais saudável possível, também preciso fazer reposição de cálcio e vitamina D, devido à retirada da tireoide”, relata.  

Sintomas - A história da segurada mostra a importância do diagnóstico e tratamento precoces para as chances de cura do câncer de cabeça e pescoço, um grupo de neoplasias malignas que acometem as regiões da boca, laringe, faringe, tireoide, cavidade nasal e glândulas salivares. Quando o paciente apresenta sinais, que podem demorar a aparecer, eles variam de acordo com a região afetada, mas geralmente são caracterizados por feridas que não saram, sangramentos constantes e nódulos.

A maioria dos casos ocorre em homens e os fatores de risco são tabagismo, alcoolismo, ter mais de 60 anos, péssimos hábitos alimentares e pouca higiene bucal. Além disso, a infecção pelo Papilomavírus Humano (HPV), transmitido pela prática de sexo oral sem proteção, é responsável por 30 a 40% dos casos de tumores na garganta e cavidade oral. Já entre as mulheres, o tipo mais comum é o câncer na tireoide.

Como prevenir - Para a auditora médica do Iasep, Simone Maranhão, a prevenção baseia-se em hábitos saudáveis. “É importante ter uma boa higiene bucal, próteses dentárias têm que ser bem ajustadas e ter acompanhamento do dentista. Evitar o consumo de cigarro, charuto, cachimbo, álcool e ter uma dieta balanceada é essencial para a prevenção. Também, é necessário ter o cuidado com a exposição solar, pois existem lesões em lábios causadas pelo sol, que podem evoluir para o câncer. Além disso, manter o cuidado nas relações sexuais orais”, alerta.

Cobertura - O Iasep oferece serviços específicos e diversificados para casos de qualquer neoplasia maligna, inclusive câncer de cabeça e pescoço, com cobertura para consultas, exames, tratamentos, cirurgias e reabilitação, quando necessário. Além disso, oferece o Programa de Procedimentos Adicionais, que aumenta as cotas dos segurados em casos de câncer, de acordo com a necessidade apresentada. “Eu fiz meu tratamento todo pelo plano, incluindo a cirurgia e o processo pós-cirurgia, e sempre fui bem assistida”, conta Conceição Santos.

 

Texto: Thâmara Magalhães

Arte: Bruno Vito

(Núcleo de Comunicação/Iasep)