Sobre acessibilidade

Serviços

1 - SOBRE O IASEP

O Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep) é a autarquia estadual, com autogestão, incumbida da missão de garantir a assistência à saúde e social, com efetividade, aos servidores estaduais e seus dependentes.  O Plano Iasep é regido pela  Lei Nº 6.439, DE 14 DE JANEIRO DE 2002  e suas alterações:   Lei Nº 8.343, DE 28 DE JANEIRO DE 2016 Lei Nº 8.457, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2016

 

SEDE DO IASEP: Avenida Gentil Bittencourt, 2175 (entre 3 de Maio e 14 de Abril). São Braz, Belém (PA). CEP 66063-018. 

TELEFONE GERAL (91) 3366-6100.

Setores/Serviços da sede: Presidência, Diretoria Administrativo-Financeira, Diretoria de Assistência à Saúde, Jurídico, Controle Interno, Planejamento, Tecnologia da Informação, Comunicação, Cadastro, Autorização de Exames e Cirurgias, Procedimentos Adicionais, Assistência Domiciliar, Assistência Social, Central de Leitos, Conferência Administrativa e Protocolo.

Gerências regionais e agências municipais: confira endereços e contatos AQUI.

 

ORGANOGRAMACONTATOS

 

2 - QUEM PODE SER SEGURADO DO IASEP

2.1 – TITULARES
2.1.1 – Servidores de cargos efetivos ativos do Poder Executivo, incluindo administração direta, autárquica e fundacional, dos Poderes Judiciário e Legislativo, do Ministério Público Estadual, do Ministério Público junto aos Tribunais de Contas do Estado e dos Municípios e dos Tribunais de Contas do Estado e dos Municípios;
2.1.2 – Empregados das sociedades de economia mista e empresas públicas estaduais e das organizações sociais que prestam serviços ao Estado;
2.1.3 – Juízes e Desembargadores do Poder Judiciário Estadual, membros do Ministério Público Estadual, do Ministério Público junto aos Tribunais de Contas do Estado e dos Municípios e Conselheiros dos Tribunais de Contas do Estado e dos Municípios;
2.1.4 – Militares ativos, da reserva remunerada e os reformados do Estado, os servidores inativos, os ocupantes exclusivamente de cargos em comissão declarados em lei de livre nomeação e exoneração, e os ocupantes de funções temporárias;
2.1.5 – Pensionistas do Sistema de Previdência Estadual.

2.2 – DEPENDENTES DO SEGURADO TITULAR
2.2.1 – Cônjuge com contribuição adicional ao Iasep;  
2.2.2 – Companheiro (a), com união estável com o (a) segurado (a) titular solteiro (a), viúvo (a), separado (a) judicialmente, divorciado (a) ou separado (a) de fato, desde que habitem sob o mesmo teto, perfazendo núcleo familiar;
2.2.3 – Parceiros do mesmo sexo que mantenham relacionamento de união estável, aplicando-se para configuração desta união, no que couber os preceitos legais reguladores da união entre parceiros de diferentes sexos;
2.2.4 – Filhos solteiros não-emancipados, de qualquer condição, menores de dezoito anos;
2.2.5 – Filhos maiores inválidos ou absolutamente incapazes, solteiros, desde que a invalidez ou incapacidade anteceda ao ato de inscrição na Assistência do IASEP;
2.2.6 – Menor tutelado e sob guarda, desde que comprovadamente resida com o usuário titular e deste dependa economicamente;
2.2.7 – Filhos, até vinte e quatro anos de idade, desde que solteiros e sem renda própria, com contribuição adicional ao IASEP;

 

3 - ASSISTÊNCIA PRESTADA

ASSISTÊNCIA À SAÚDE – Realizada através de serviços próprios e credenciados, com cobertura para assistência ambulatorial, hospitalar e domiciliar, no território do estado do Pará.

 

4 - COMO O SERVIDOR PODE ADERIR AO PLANO DE SAÚDE DO IASEP

De caráter opcional, a adesão deverá ser solicitada pelo servidor estadual, mediante requerimento protocolado no Iasep (na sede em Belém ou nas agências municipais).

 

5 - DOCUMENTOS PARA ADESÃO

5.1 – TITULAR

  • Contracheque do último mês (original e cópia);
  • Carteira de identidade (original e cópia);
  • CPF (original e cópia);
  • Comprovante de residência (original e cópia).

5.2 – DEPENDENTES

5.2.1 – ESPOSO(A)

  • Contracheque do titular do último mês (original e cópia);
  • RG e CPF do titular (original e cópia);
  • Carteira de identidade do dependente (original e cópia);
  • CPF do dependente (original e cópia);
  • Certidão de casamento (original e cópia);
  • Comprovante de residência (original e cópia).

5.2.2 – COMPANHEIRO(A)

  • Contracheque do titular do último mês;
  • Carteira de identidade do dependente (original e cópia);
  • CPF do dependente (original e cópia);
  • Comprovante de residência (original e cópia);
  • Comprovantes de vínculo de união estável:

       - Declaração de Imposto de Renda do titular em que conste o(a) companheiro(a) como seu dependente (a apresentação deste documento constitui prova suficiente para comprovação de vínculo);

      OU

      - Disposições testamentárias em favor do(a) companheiro(a)  (a apresentação deste documento constitui prova suficiente para comprovação de vínculo);

      OU

      No mínimo 3 (três) dos documentos abaixo:

       - Certidão de casamento religioso;

       - Certidão de nascimento de filho em comum;

        - Anotação constante da Carteira Profissional e/ou CTPS (Carteira do Trabalho e Previdência Social), feita pelo órgão competente;

        - Prova da mesma residência há mais de 6 (seis) meses;

        - Prova de encargos domésticos evidentes e da existência de sociedade de fato nos atos da vida civil;

        - Procuração ou fiança reciprocamente outorgada;

        - Conta bancária conjunta;

        - Registro em associação de qualquer natureza, no qual conste o(a) companheiro(a) como dependente do segurado titular;

        - Anotação constante de ficha ou livro de registro de empregado;

        - Apólice de seguro, na qual conste o segurado titular como instituidor do seguro ao(à) companheiro(a) como seu(sua) beneficiário(a);

        - Ficha de tratamento em instituição de assistência médica, na qual conste o segurado titular como responsável;

        - Escritura de compra e venda de imóvel adquirido pelo segurado titular em nome do dependente;

        - Declaração de união estável, registrada em cartório;

        - Quaisquer outros documentos que possam levar à convicção do fato a comprovar.

5.2.3 – FILHOS MENORES DE 18 ANOS, INCLUSIVE RECÉM NASCIDO

  • Contracheque do titular do último mês (original e cópia);
  • RG e CPF do titular (original e cópia);
  • Certidão de Nascimento do dependente (original e cópia).

5.2.4 – FILHO DE 18 A 24 ANOS

  • Contracheque do titular do último mês;
  • RG e CPF do titular (original e cópia);
  • Certidão de Nascimento do dependente (original e cópia);
  • Carteira de identidade do dependente (original e cópia);
  • CPF do dependente (original e cópia);
  • Documento que comprove estado civil de solteiro do dependente;
  • Declaração de dependência econômica do filho para com o titular.

OBS: Para que o filho que completar 18 anos continue no plano sem cumprir novo período de carência, é necessário que o titular compareça ao Iasep para solicitar permanência do dependente, no prazo entre 30 dias antes e 30 dias depois do aniversário de 18 anos. Caso não seja solicitada a permanência no plano, o dependente será automaticamente desligado. Após esse prazo, é possível solicitar reingresso no plano, porém o dependente cumprirá todos os períodos de carência previstos. 

5.2.5 – DEPENDENTE MENOR DE 18 ANOS SOB GUARDA JUDICIAL

  • Contracheque do titular do último mês (original e cópia);
  • RG e CPF do titular (original e cópia);
  • Certidão de Nascimento do dependente (original e cópia);
  • Guarda judicial (original e cópia). 

5.2.6 – FILHO DECLARADO INVÁLIDO OU INCAPAZ:

  • Contracheque do titular do último mês (original e cópia);
  • RG e CPF do titular (original e cópia);
  • Certidão de Nascimento do dependente (original e cópia);
  • Perícia da SEAD (original e cópia).

 

6 - SEGURADO QUE MUDAR DA ESFERA ESTADUAL E A ASSISTÊNCIA DO IASEP

Os servidores que deixem de ser remunerados pelo Estado terão a assistência suspensa. Isso ocorrerá com servidores que se encontrem à disposição ou cedidos a órgãos ou entidades federal, municipal ou privado.

 

7 - CASOS EM QUE ACONTECE EXCLUSÃO DA ASSISTÊNCIA DO IASEP

7.1 – Em caso de falecimento do segurado titular ou dependente;
7.2 – Em caso de exoneração, demissão ou distrato do segurado titular do serviço público estadual;
7.3 – Em caso de maioridade civil do filho, desde que não realize a opção de permanência na assistência do Iasep, até completar 24 anos de idade;
7.4 – Em caso de finalização da união estável com o segurado titular, desde que observada a carência;
7.5 – Em caso de perda da dependência econômica, ou de outro benefício previdenciário pago pelos cofres públicos, para o menor tutelado;
7.6 – Em caso de cessação da invalidez ou incapacidade, do maior inválido ou incapaz;
7.7 – Em caso de suspensão da dependência econômica do dependente para com o titular;
7.8 – O segurado dependente, em geral, pela perda da qualidade do segurado titular, é excluído do assistência em decorrência do encerramento do vínculo com o Estado;
7.9 – Por solicitação expressa do segurado titular, através de protocolo feito junto ao Iasep, após o prazo mínimo de permanência no plano (12 contribuições).

 

8 - DOCUMENTOS PARA SOLICITAR A EXCLUSÃO DO PLANO (CANCELAMENTO):

  • Requerimento protocolado no setor de Protocolo do IASEP (formulário);
  • Contracheque do último mês (original e cópia);
  • RG e CPF do titular (original e cópia). 

OBS: Só é possível solicitar cancelamento do plano após o mínimo de doze contribuições (doze descontos no contracheque).

 

9 - DOCUMENTOS PARA SOLICITAR A EXCLUSÃO DE UM DEPENDENTE:

  • Contracheque do último mês (original e cópia);
  • RG e CPF do titular (original e cópia). 

 

10 - PRAZOS DE CARÊNCIA (Decreto Nº 736 de 22 de maio de 2013)

10.1 – O prazo mínimo de permanência dos segurados no Plano Iasep  é de 12 meses (12 contribuições). O cancelamento só poderá ser solicitado após esse período.
10.2 – O segurado que perder o vínculo com o Estado, ainda que temporariamente, ficará, no momento de seu reingresso ao Plano Iasep , sujeito a cumprir novo período de carência;
10.3 – O período de carência para os segurados titulares será contado de acordo com a tabela abaixo:

 

PROCEDIMENTOS

CARÊNCIA

URGÊNCIA E EMERGÊNCIA

Após o pagamento da primeira contribuição

CONSULTAS E EXAMES LABORATORIAIS SIMPLES

Após o pagamento da primeira contribuição

EXAMES BÁSICOS DE DIAGNÓSTICOS, SEM REGULAÇÃO PRÉVIA*

Após o pagamento de três contribuições

EXAMES DE DIAGNÓSTICOS, COM REGULAÇÃO PRÉVIA, EXCETO TOMOGRAFIA, RESSONÂNCIA MAGNÉTICA*

Após o pagamento de três contribuições

RADIOLOGIA

Após o pagamento de três contribuições

RADIOLOGIA ODONTOLÓGICA E IMAGINOLOGIA-PANORÂMICA*

Após o pagamento de seis contribuições

CIRURGIA BUCO-MAXILOFACIAL (Em regime hospitalar)*

Após o pagamento de seis contribuições

EXAMES DE DIAGNÓSTICO, COM REGULAÇÃO PRÉVIA, E TOMOGRAFIA, DENSITOMETRIA ÓSSEA, RESSONÂNCIA MAGNÉTICA, CATETERISMO CARDÍACO*

Após o pagamento de seis contribuições

FISIOTERAPIA, HEMODIÁLISE, ACUPUNTURA, QUIMIOTERAPIA, PSICOTERAPIA, NUTRIÇÃO, FONOAUDIOLOGIA E TERAPIA OCUPACIONAL*

Após o pagamento de seis contribuições

INTERNAÇÃO HOSPITALAR*

Após o pagamento de seis contribuições

CIRURGIA AMBULATORIAL*

Após o pagamento de seis contribuições

PARTO NORMAL*

Após o pagamento de  dez contribuições

DOENÇA E LESÃO PRÉ-EXISTENTE*

Após o pagamento de 24 contribuições

PRAZO MÍNIMO DE PERMANÊNCIA NO PLANO IASEP .

Após o pagamento de 12 contribuições

 

(*) Prazos alterados pelo Decreto N° 736/2013

 

11 - VALOR DAS CONTRIBUIÇÕES

Para o custeio específico do Plano Iasep  serão destinadas as seguintes fontes de receita:
I. Contribuição mensal dos servidores civis e militares da ativa, no percentual de 9% (nove por cento) sobre o total de sua remuneração;
II. Contribuição mensal dos servidores civis inativos e militares da reserva remunerada e dos reformados no percentual de 9% (nove por cento) sobre o total de seus proventos ou soldos;
III. Contribuição mensal dos servidores ocupantes exclusivamente de cargos em comissão declarados em lei de livre nomeação e exoneração e dos ocupantes de funções temporárias, no percentual de 9% (nove por cento) sobre a remuneração;
IV. Contribuição mensal dos pensionistas com percentual de 9% (nove por cento) sobre o total dos proventos de pensão;
V. Contribuição mensal de quaisquer dos Poderes do Estado do Pará, suas autarquias e fundações, no percentual de 9% (nove por cento), incidente sobre a folha de pagamento do total da remuneração, subsídios, proventos dos servidores civis, inativos, da reserva remunerada ou dos reformados, dos pensionistas, dos ocupantes exclusivamente de cargos em comissão e dos ocupantes de funções temporárias que aderirem ao Plano Iasep;
VI. Receitas oriundas da remuneração, a qualquer título, das disponibilidades do Plano, inclusive as decorrentes de encargos pelo pagamento em atraso de quaisquer valores a ele devidos;
VII. Dependentes com contribuição adicional, incidirá sobre a remuneração total, os seguintes valores:
a) Filho entre 18 e até completar 24 anos de idade, o percentual de 2% (dois por cento);
b) Genitor, o percentual de 9% (nove por cento) - vedada a inclusão de novos genitores, na forma da Lei Estadual Nº 8.343/2016.
c) (...)
d) Cônjuge/companheiro(a), o percentual de 1,5% (um inteiro e cinco décimos por cento);
VIII. Considera-se base de cálculo para fins de contribuição ao Iasep:
I – do servidor ativo, a remuneração total, assim entendida como vencimentos, subsídios, os soldos, acrescido das gratificações e adicionais de qualquer natureza, excluindo-se o 13º (décimo terceiro) salário, as indenizações e auxílios;
II – do segurado inativo, a totalidade dos proventos ou soldos, excluindo-se o 13º (décimo terceiro) salário;
III – do pensionista, a totalidade dos proventos de pensão, excluindo-se o 13º (décimo terceiro) salário, mesmo quando rateado entre dois ou mais segurados, hipótese em que o desconto incidirá proporcionalmente sobre cada cota-parte da pensão;
IX. Fica excluído da base de cálculo para incidência da contribuição ao IASEP: diárias, ajudas de custo, o salário-família, o auxílio fardamento e as gratificações de periculosidade, de insalubridade e de risco de vida;
X. Caso o servidor seja ocupante de mais de um cargo legal, emprego, aposentadoria ou pensão, a contribuição deverá incidir sobre o total da remuneração, vencimentos, subsídios, proventos ou soldos, conforme estabelecido em regulamento;
XI. (...) ;
XII. (...);
XIII. As contribuições ao Iasep serão descontadas automaticamente pelos setores encarregados do pagamento dos respectivos subsídios, remunerações e proventos, e recolhidas ao Iasep até o 12º (décimo segundo) dia do mês subsequente, sob pena de responsabilidade civil, penal e administrativa do responsável pelo órgão ou entidade inadimplente. As contribuições em atraso dos órgãos que deveriam efetuar os recolhimentos, de qualquer Poder, serão objeto de desconto nos repasses subsequentes;
XIV. O cancelamento de inscrição do segurado do Plano Iasep , em qualquer hipótese, não lhe dará direito à restituição das contribuições pagas.

 

12 - CONTRIBUIÇÕES VIA BOLETO

As contribuições ao Iasep são realizadas mediante desconto direto no contracheque. Porém, em alguns casos, quando não há emissão de contracheque ou por algum motivo o desconto não ocorre, as contribuições podem continuar sendo feitas, via boleto bancário, e o plano será mantido. Para solicitar o pagamento por boleto, o segurado precisa comparecer ao Iasep, apresentando os documentos listados abaixo. O prazo para regularização é de 30 dias. Após esse período, será considerado reingresso no plano e haverá novo período de carência.

IMPORTANTE: Em todos os casos de pagamento via boleto, a contribuição será de 18% (9% da contribuição regular do titular + 9% da patronal do Estado). Os percentuais dos dependentes permanecem os mesmos.

12.1 - Servidor efetivo de licença sem vencimento:

- Carteira de identidade;

- Último contracheque;

- Declaração do RH da instituição onde trabalha, informando o período da licença sem vencimento, ou a portaria da licença no Diário Oficial.

12.2 - Servidor temporário, contratado ou comissionado de licença saúde (benefício):

- Carteira de identidade;

- Último contracheque;

- Declaração do RH da instituição onde trabalha informando o período da licença saúde;

- Carta de Concessão do INSS.

12.3 - Pensionista provisório (após o falecimento do titular, enquanto seu(s) dependente(s) aguarda(m) a concessão da pensão pelo Igreprev):

- Carteira de identidade e CPF;

- Último contracheque do titular falecido;

- Certidão de óbito do titular falecido;

- Comprovante de residência;

- Comprovante do requerimento de pensão do Igeprev, com número de protocolo.

Observações: Se a pensão for indeferida pelo Igeprev, o segurado pensionista provisório perde o direito ao plano. Pensionistas, sejam provisórios ou definitivos, não têm direito de incluir dependentes.

12.4 - Casos em que o desconto não acontece de forma pontual (por exemplo, mudança de vínculo, celetista de férias, passagem de ativo para inativo ou reversão - de inativo para ativo)

* Assim que o segurado voltar a receber via contracheque, deve comunicar o Iasep, para regularizar os descontos no próprio contracheque.

 

13 - CARTÃO DE IDENTIFICAÇÃO DO IASEP

Pessoal e intransferível, necessário ser apresentado para solicitação de consultas ou procedimentos no IASEP e na rede credenciada.
O uso indevido da carteirinha poderá acarretar na aplicação de penalidades, previstas em lei.

13.1 - DOCUMENTOS PARA A SOLICITAÇÃO DO CARTÃO

  • Contracheque do último mês, comprovando o desconto (original e cópia);
  • Contrato original de adesão ao plano, ou Comprovante de Inclusão de Dependente;
  • RG e CPF do titular.

13.2 - DOCUMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DA 2° VIA DO CARTÃO (PERDA, ROUBO, EXTRAVIO, DANIFICAÇÃO OU MUDANÇA DE NOME):

  • CPF do titular (original);
  • Comprovante original de pagamento taxa da 2ª via (R$ 10,00).

NOTA: A taxa da 2ª via deve ser depositada na conta do Iasep: 

Banpará

Agência: 0015
Conta: 000 188.059-4
Nome: Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep)
Valor: R$ 10,00

Mais informações sobre a segunda via: Cartão do segurado

 

14 - DOCUMENTOS PARA ATENDIMENTO NA REDE CREDENCIADA

Para a realização do atendimento aos Segurados do IASEP, é imprescindível a apresentação dos seguintes documentos:

  • Cartão de identificação do Iasep,
  • Documento de identificação com foto

Mais informações: Cartão do segurado

 

15 - DOCUMENTOS PARA ATENDIMENTO NA CENTRAL DE SEGURADOS

15.1 – DOCUMENTOS PARA A REGULAÇÃO DE EXAMES DE BAIXA E MÉDIA COMPLEXIDADE:

  • Guia do Iasep de solicitação de exame, com código do procedimento, carimbada e assinada pelo médico solicitante.
  • Cartão do Plano Iasep e Documento de Identidade.

15.2 – DOCUMENTOS PARA AVALIAÇÃO MÉDICA – REGULAÇÃO DE EXAMES DE ALTA COMPLEXIDADE:

  • Guia do Iasep de solicitação de exame, com código do procedimento, carimbada e assinada pelo médico solicitante;
  • Exames anteriores realizados;
  • Cartão do Plano Iasep e Documento de Identidade.

15.3 – DOCUMENTOS PARA AVALIAÇÃO MÉDICA – REGULAÇÃO DE CIRURGIAS

- Solicitação de Tratamento Cirúrgico Eletivo na Guia de Cirurgia do Plano Iasep, carimbada e assinada pelo médico solicitante. - Exames pré-operatórios realizados. - Exame que comprove a patologia. - Cartão do Plano Iasep e Documento de Identidade
  • Solicitação de Tratamento Cirúrgico Eletivo na Guia de Cirurgia do Plano Iasep, carimbada e assinada pelo médico solicitante;
  • Exames pré-operatórios realizados;
  • Exame que comprove a patologia;
  • Cartão do Plano Iasep e Documento de Identidade.

15.4 – DOCUMENTOS PARA AUMENTO DE COTAS (PROGRAMA DE PROCEDIMENTOS ADICIONAIS): 

  • Exame que comprove a patologia ou gravidez (neste caso, com data provável do parto);
  • Laudo médico atual com CID;
  • Cartão do Plano Iasep e Documento de Identidade.

Conheça mais sobre o Programa de Procedimentos Adicionais

 

16 - ASSIST LAR (ASSISTÊNCIA DOMICILIAR)

O AssistLar é a assistência à saúde em ambiente domiciliar concedida aos segurados do Iasep. Obedece critérios estabelecidos, mediante avaliação da equipe multidisciplinar, respeitando a autonomia individual e a premissa de que o paciente é, legalmente, de responsabilidade da família, tendo o direito à dignidade, respeito e solidariedade.

16.1 – SERVIÇOS OFERECIDOS: Os serviços que são disponibilizados pelo Programa AssistLar em domicílio, após a avaliação da equipe técnica da Assistência Domiciliar/IASEP, tendo por base o laudo médico, definirão quais os serviços serão executados pela Clínica Credenciada ao IASEP, a saber: Fisioterapia, Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional, Atendimento Nutricional, Psicoterapia, Parte do Material para Curativo (Checklist), Ambulância e Oxigenoterapia.

16.2 – DOCUMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE INCLUSÃO NO PROGRAMA:

  •  2 cópias do laudo médico devidamente preenchido com nome do segurado, patologias apresentadas, justificando a necessidade do serviço domiciliar e citando o termo “Assistência Domiciliar”;
  • 1 cópia do documento de identidade;
  •  1 cópia do cartão de identificação do Iasep (cartão do segurado); 
  •  1 cópia dos contracheques dos três últimos meses do titular do plano;
  • 1 cópia do comprovante de residência.

16.3- ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO ASSIST LAR: Belém, Ananindeua e Marituba.

Conheça mais sobre o programa: AssistLar

 

17 - COTAS

COBERTURA ASSISTENCIAL: CONSULTAS MÉDICAS, EXAMES DE APOIO DIAGNÓSTICO E TERAPIAS SEQUENCIAIS

PROCEDIMENTO

 QUANTIDADE/ACESSO

CONSULTAS MÉDICAS

10 CONSULTAS POR ANO

EXAMES

GRUPO

SUBGRUPO

REALIZAÇÃO DIRETA

DEPENDE DE AVALIAÇÃO PRÉVIA

ANÁLISES CLÍNICAS

BIOQUÍMICA / FEZES / HEMATOLOGIA / HORMÔNIOS / IMUNOLOGIA / LIQ. AMINIÓTICO / LIQ. SINOVIAL E DERRAMES / LIQ. CEFALORRAQUEANO / MICROBIOLOGIA / SUCO GÁSTRICO / URINA / PATOLOGIA CLÍNICA OCUPACIONAL

25 EXAMES PORSEGURADO POR ANO

NÃO

ANATOMIA PATOLÓGICA E CITOPATOLOGIA

AMBULATORIAL

03 EXAMES  POR SEGURADO AO ANO

NÃO

ANATOMIA PATOLÓGICA E CITOPATOLOGIA

PEÇAS RETIRADAS HEMATO CIRÚRGICO

SEM LIMITE - AUTORIZADO NA EMISSÃO DA GUIA DA CIRURGIA

LAUDO MÉDICO ATUAL E EXAMES EXISTENTES PARA ANÁLISE DA REGULAÇÃO EM SAÚDE

 

PROCEDIMENTO

 QUANTIDADE/ACESSO

GRUPO

SUBGRUPO

REALIZAÇÃO DIRETA

DEPENDE DE AVALIAÇÃO PRÉVIA

GRUPO I - RADIODIAGNÓSTICO (Nº DE INCIDÊNCIAS - EXAMES COMPLETOS DE SEGMENTO OU ÓRGÃO)

CRÂNIO / FACE / COLUNA VERTEBRAL / ESQUELETO TORÁCICO E MEMBROS SUPERIORES / BACIA E MEMBROS INFERIORES / ÓRGÃOS INTERNOS DO TÓRAX

03 EXAMES POR SEGURADO POR ANO

NÃO

GRUPO II - RADIODIAGNÓSTICO (Nº DE INCIDÊNCIAS - EXAMES COMPLETOS DE SEGMENTO OU ÓRGÃO)

APARELHO DIGESTIVO / APARELHO GENITURINÁRIO / NEURORADIOLOGIA / ANGIOGRAFIA / RADIOLOGIA INTERVENCIONISTA

02 EXAMES PORSEGURADO POR ANO

LAUDO MÉDICO E EXAMES EXISTENTES PARA ANÁLISE

GRUPO III - RADIODIAGNÓSTICO

ULTRA-SONOGRAFIA

03 EXAMES POR SEGURADO POR ANO

NÃO

MAMOGRAFIA

02 EXAMES POR SEGURADO  POR ANO

NÃO

TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA

-

02 EXAME POR SEGURADO POR ANO

DENSITOMETRIA ÓSSEA

-

01 EXAME POR SEGURADO POR ANO

RESSONÂNCIA MAGNÉTICA

-

02 EXAME POR SEGURADO POR ANO

LAUDO MÉDICO E EXAMES EXISTENTES PARA ANÁLISE

 

PROCEDIMENTO

QUANTIDADE/ACESSO

GRUPO

SUBGRUPO

REALIZAÇÃO DIRETA

AVALIAÇÃO PRÉVIA

ENDOSCOPIA DIGESTIVA

DIAGNÓSTICA

-

02 EXAMES POR SEGURADO POR ANO

CIRÚRGICAS

-

LAUDO MÉDICO E EXAMES PARA ANÁLISE

RETIRADA DE CORPO ESTRANHO PERIORAL

-

CASO DE URGÊNCIA (SEM LIMITE)

MEDICINA NUCLEAR

EXAMES IN-VIVO

-

01 EXAME POR SEGURADO POR ANO

EXAMES IN-VITRO

-

08 EXAMES POR SEGURADO POR ANO

RADIOIODOTERAPIA

-

LAUDO MÉDICO E EXAMES EXISTENTES PARA ANÁLISE

DIAGNOSE

OTORRINOLARINGOLOGIA / OFTALMOLOGIA / ELETRONEUROFISIOLOGIA CLÍNICA / TISIOPNEUMOLOGIA

-

01 EXAME POR SEGURADO POR ANO

E.C.G.

02 EXAMES POR SEGURADO POR ANO

-

TESTE ERGOMÉTRICO

-

01 EXAME POR SEGURADO POR ANO

ECOCARDIOGRAMA

-

02 EXAMES POR SEGURADO POR ANO

HOLTER / ELETROENCEFALOGRAMA / MAPA 24 HORAS / FONOMECANOCARDIOGRAFIA

-

01 EXAME POR SEGURADO POR ANO

 

PROCEDIMENTO

QUANTIDADE/ACESSO

GRUPO

SUBGRUPO

REALIZAÇÃO DIRETA

AVALIAÇÃO PRÉVIA

TERAPIAS SEQUENCIAIS

QUIMIOTERAPIA

-

40 SESSÕES POR ANO

DIÁLISE

-

20 SESSÕES POR ANO

ACUPUNTURA

-

30 SESSÕES POR ANO

HEMODIÁLISE

-

40 SESSÕES POR ANO

PSICOTERAPIA

-

24 SESSÕES POR ANO

FISIOTERAPIA

-

40 SESSÕES POR ANO

FISIOTERAPIA RPG

-

20 SESSÕES POR ANO

EXERCÍCIOS ORTÓPTICOS

-

15 SESSÕES POR ANO

TERAPIA OCUPACIONAL

-

30 SESSÕES POR ANO

NUTRIÇÃO

-

06 SESSÕES POR ANO

FONOAUDIOLOGIA

-

25 SESSÕES POR ANO

RADIOTERAPIA POR TOPOGRAFIA

-

PACOTES POR TOPOGRAFIA DA LESÃO PARA RADIOTERAPIA CONFORMACIONAL TRIDIMENSIONAL

 

RADIOTERAPIA POR TOPOGRAFIA

MÉTODO: Simulação; Delimitação do campo de tratamento; Sistema de imobilização; Planejamento tridimensional computadorizado; Check filme; Bloco de colimação

PACOTES ESTABELECIDOS POR TOPOGRAFIA: colo uterino; braquiterapia; estômago; esôfago; cabeça e pescoço; linfoma; mama; metástase; pele; próstata; tumor ósseo e partes moles; pulmão; reto e sistema nervoso central.

NOTAS:
1. A braquiterapia de alta taxa de dose com aparelho GAMMA MED I X, para casos de colo e endométrio. prevê 04 (quatro) inserções com simulação, planejamento e inserções.
2. A radioterapia em metástase, pele e linfoma será cobrada por volume alvo.
3. Os procedimentos com indicação de RT intraoperatória e outras topografias seguirão com apresentação prévia de custos para avaliação e verificação de dotação orçamentária.
4. A remuneração para radioterapia estabelecida em pacote por topografia constante da lista referencial do IASEP.

 

 

18 - PROCEDIMENTOS ADICIONAIS

ACOMPANHAMENTO DE CONDIÇÕES ESPECIAIS EM SEGURADOS DO IASEP

As cotas de consultas e exames fazem parte das regras do plano e são necessárias para que o plano tenha recursos para atender a todos os segurados. Entretanto, existem situações que precisam de cuidados especiais. Para esses casos, foram criados os PROCEDIMENTOS ADICIONAIS. Saiba o que fazer quando acabam as cotas e é necessária a realização de novas consultas e exames.

O QUE É PROCEDIMENTO ADICIONAL

 São consultas, exames e terapias sequenciais adicionados à cota anual dos segurados do IASEP, em casos especiais referendados na Resolução do CONAD n° 02 de 21 de dezembro de 2009 – REPUBLICAÇÃO- DIÁRIO OFICIAL Nº. 31587 de 18/01/2010.

QUEM TEM DIREITO ÀS COTAS ADICIONAIS 

– Portadores de doenças crônicas, conforme tabela abaixo;
– Grávidas;
– Segurados em pré-operatórios,
– Crianças até 01 ano de idade.

 DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA CADASTRAMENTO NO PROGRAMA

 GESTANTE:
– Laudo médico original com CID (Z 34 ou Z 35)
– Data provável do parto
– Cópia do resultado da ultrassonografia.

PARA CRIANÇAS (até 1 ano):
– Laudo do Pediatra.

PARA OS OUTROS CASOS:
– Cópia do exame que comprove a patologia;
– Laudo do médico original, com CID;
– Cartão de identificação do IASEP.

IMPORTANTE: O exame apresentado deve comprovar a doença descrita no laudo médico.  Exemplo: Laudo de diabetes: apresentar exame de glicemia.

PRAZOS

O aumento da cota pelo programa de Procedimentos Adicionais é realizado somente uma vez ao ano. A concessão é válida até o último dia do ano, com exceção dos casos de gravidez e pré-operatórios.

O adicional para gestante tem a durabilidade até o dia do parto e, eventualmente, se necessário, pode ser cadastrado outro procedimento adicional.

O adicional para pré-operatório tem a durabilidade de 30 dias. Após este período, o segurado se necessário, pode ser cadastrado em outro adicional.

COMO SOLICITAR A INCLUSÃO NO PROGRAMA:

O Serviço Social acolhe o segurado, faz triagem, verifica a documentação, orienta sobre o plano e encaminha a documentação à Coordenação de Gestão em Saúde, para análise e autorização do aumento de cotas.

Em Belém, o Serviço Social atende na sede do Iasep, na Av. Gentil Bittencourt, 2175, entre 3 de Maio e 14 de Abril. 

Saiba mais detalhes sobre o programa: Procedimentos Adicionais

19 - REDE CREDENCIADA (GUIA DE SERVIÇOS)

Hospitais, clínicas, laboratórios e demais instituições credenciadas: consulte o GUIA DE SERVIÇOS